NÓS OU AS VACAS!

Basta Já! Ouviu-se na Corunha aquando do “Prestige”. Doeu-nos a sua dor e bem cá dentro agradecemos a sorte de nos ter passado ao largo tal tragédia. Mas aqui em Peniche, há muitos anos que engolimos no Molhe Leste, a nossa versão caseira e biológica desse grave desastre, sendo que aqui se trata de um atentado. Identificável, atribuível e inaceitável. Basta de comer e calar! Foi há dez anos que comecei a apanhar ondas. Daí para cá, tenho com frequência exercido este direito (por enquanto ainda não vendido nem taxado) e, como eu, muitos milhares de penicheiros e forasteiros atraídos por essa tão falada “fileira da onda”. Ora, milhares não são minorias desenquadradas. Se todos merecemos respeito individualmente, milhares são outro caso. Milhares têm muita força. Vejamos o caso das urgências. Agora que a saúde pública em Portugal e, muito especialmente, em Peniche está nas consciências e na boca de toda a gente, apoiada e incentivada pelos seus representantes eleitos. Falemos então de Saúde. Porque é de um atentado à saúde pública que se trata, meus amigos. Há uma onda envenenada na capital da onda! Pode ser A foz do rio de S. Domingos - no Molhe Leste - não carece de grandes análises laboratoriais ou longos processos de averiguação para ser considerado um foco de poluição biológica que envergonharia qualquer praia de qualquer povoação do terceiro mundo. Ora, Peniche é uma cidade turística apostada na promoção e exploração da água e da onda. O Molhe Leste produz uma onda procurada e usufruída por muita gente. A questão é: São todos uns porcos suicidas, ou têm o direito de se banhar em águas limpas e saudáveis E quanto aos pescadores frequentes na foz que todos os dias introduzem na cadeia alimentar os peixes que por ali se alimentam E as crianças que brincam na areia As perguntas ficam no ar até que alguma autoridade responsável se digne esclarecer-nos. Câmara municipal de Peniche, Autoridades sanitárias, Capitania do Porto, Ministério do Ambiente, Movimentos Ambientalistas, ASAE’s deste País. Agora que o mais modesto estabelecimento comercial é pressionado a respeitar práticas de serviço inimagináveis há dez anos e que se sentem observados à lupa nos mais mesquinhos pormenores, será aceitável que uma praia pública (até agora) ofereça tais perigos para quem a usa e desfruta Não nos venham com o argumento de que podemos sempre escolher ir para outro sítio! Porque queremos exercer o direito de ir também ali! Tem boa onda. Este escrito será a primeira manifestação desse desejo, atrás dele quem sabe o que virá Para já fica o alerta, o pedido e a sugestão de algumas soluções, simples mas corajosas: •Tratar ou fechar o rio de S. Domingos. •Identificar as fontes de poluição e responsabilizar poluidores. •Interditar a praia do Molhe Leste a banhos, pesca e demais actividades aquáticas, até que existam garantias de que não representa um problema para a saúde publica. Tratem-nos como se fôssemos um qualquer bando de patos em vias de extinção que algum movimento decidisse preservar, antes que os protestos venham de doentes a encher o nosso centro de saúde. Felizmente esta prosa foi escrita ainda em cima da minha prancha e não da cama de um hospital. Coragem senhores, apanhem a onda e defendam a praia do Molhe Leste e os seus legítimos donos. Nós, os ondistas. BASTA JÁ! NÓS OU AS VACAS SE CONCORDAS SUBSCREVE, SE NÃO CONCORDAS DEIXA ANDAR! Para que vai servir esta petição Como ponto de partida, esta petição funcionará mais como um "censo" (seriam necessários os números de B.I de cada subscritor para lhe dar uma estrutura legal, este formato de petição não contempla essa opção de preenchimento, nem forma de protecção no caso de estes serem facultados). Ainda assim, o destinatário será alguém com autoridade e influência necessárias para fazer algo de concreto, (Governador Civil, Presidente da Câmara de Peniche, Ministérios, organismos ambientais, comunicação social...!) e, qui sá, resolver um problema que se arrasta há demasiado tempo, tudo depende do número de assinaturas recolhidas. Não basta dizer que Peniche é a Capital da Onda, é preciso SÉ-LO!

Sponsor

Luis Alves

Discussion

No comments yet.

join the discussion

Recent signatures

  • username

    pedro ferreiraFrance

    3 years ago
  • username

    marco muraroItaly

    3 years ago
  • username

    VALTER CAETANOPortugal

    5 years ago
See more

Petition highlights

There are no highlights yet.